Blog do Quesada

Busca

13/02/2010

Clubes driblam a maratona de jogos

Os times brasileiros dividem os esforços entre os campeonatos estaduais que estão a pleno vapor e a Libertadores ou a Copa do Brasil.

A reportagem especial da Rádio Bandeirantes discute o número excessivo de partidas na temporada (um time pode alcançar 80 jogos no ano).

Algumas análises são feitas sobre o tema polêmico, com os depoimentos de Moracy Sant’anna, Carlinhos Neves, Joaquim Grava, Marcos, Muricy Ramalho, Luxemburgo, Jamelli, Robinho e Cláudio Zaidan.

Como tocar duas competições sem que uma atrapalhe a outra? Priorizar uma delas seria o correto? E a preservação física dos jogadores como fica?

Os temas são comentados na matéria especial que você confere aqui.

Por Leandro Quesada às 22h22

12/02/2010

Roberto Carlos: “não sou maldoso”

“Eu começo a dar risada quando ouço isso. Engraçado que em vinte anos de profissão, machuquei apenas um jogador do Valladolid. Em vinte anos, machucar um, tá bom!”, se defende. Roberto Carlos foi suspenso pelo TJD por dois jogos, depois de acertar o palmeirense Joãozinho no clássico. Um efeito suspensivo conquistado pelo Corinthians permite que ele atue contra a Lusa: “Não foi uma jogada tão violenta assim, para pegar dois jogos de gancho”.

O vigoroso lateral esquerdo nunca foi um jogador de “tirar o pé” das disputas de bola. Desde os primeiros passos no União de Araras e depois no Palmeiras, Inter e Real Madrid, Roberto sempre mostrou muita disposição. Na Seleção não foi diferente. Na equipe da CBF atuou em 132 jogos (Cafu fez 150).

A volta ao time comandado por Dunga, colega da Copa da França em 98, faz parte dos planos do pentacampeão.“Eu estou tranquilo. Fiquei surpreso apenas com as convocações de Gilberto e Michel Bastos que estão atuando no meio-campo”, questionou.

Ele tem comentado com Ronaldo as “coisas” da seleção. “A gente fala sempre de seleção, claro. Quem não quer estar lá. Mas Ronaldo tem de marcar gols e eu devo correr bastante, cruzar bastante. Não adianta ser conhecido. O que passou, passou. Temos de trabalhar bem no Corinthians e não pressionar o Dunga”, contou Roberto Carlos em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes.

Por Leandro Quesada às 14h59

11/02/2010

Príncipe não cede Valdívia ao Palmeiras

Outra vez Valdívia? O torcedor palmeirense pergunta.

O presidente Luis Gonzaga Belluzzo disse que citar os nomes do chileno e do atacante Kléber já passou de “insanidade”.

O sonho dos torcedores é coisa séria. O professor fez de tudo para trazer os dois ídolos, no entanto, o dirigente não está em Dubai para contratar Valdívia como se imaginava.

O Cruzeiro não autoriza, de jeito nenhum, a saída da principal estrela da companhia para o irmão palestrino.

El mago que está no Al Ain dos Emirados Árabes tem o desejo de retornar ao verdão mas “o príncipe não quer negociá-lo”, resmungou recentemente Belluzzo.

O príncipe em questão é o xeque árabe Mohamed Bin Zayed Al Nahyan, dono do time. Um sujeito difícil de ser dobrado quando o assunto é a liberação do meio-campista chileno. Mesmo com muita grana.

Dinheiro pra ele é como a água da chuva que inunda a cidade de São Paulo. Sobra em abundância.

Por Leandro Quesada às 21h58

“Richarlyson fica”, garante técnico

Ricardo Gomes não aprova a inclusão do volante na possível negociação para trazer ao Morumbi o atacante Fernandão.

“Esquece. Ele é importante e está bem fisicamente, não tem como abrir mão dele”, defendeu o treinador em um discurso para calar parte da torcida, insatisfeita com Ricky.

O Goiás exige R$ 1,5 milhão e ainda quatro jogadores para fechar o negócio.

Além de Richarlyson, os nomes de Marlos, Wagner Diniz, Wellington e Roger foram cogitados.

Ricardo Gomes tomou um susto: “Quatro? Não, de jeito nenhum”. O comandante também não aceita perder o zagueiro Renato Silva. “Sem chance, pois tenho três zagueiros apenas”, lembra. André Dias se transferiu para a Lazio, Alex Silva se recupera de contusão e André Luis está suspenso por três jogos pela Conmebol.

A vinda de Fernandão já virou uma novela. O atacante acertou as bases salariais com o tricolor. O entrave está no acordo do São Paulo com o Goiás.

Gomes comentou as características de Fernandão: “É preciso ter alguém ao lado dele, com velocidade, como na época do Rafael Sóbis no Inter. Isolado na área, ele desaparece em campo”, concluiu.

Por Leandro Quesada às 03h24

10/02/2010

Baladas de Ronaldinho custaram a vaga na seleção

Publicamente, o técnico da seleção brasileira não confirmará a desilusão que teve ao tomar conhecimento da noitada na qual se envolveu o craque do Milan, antes do clássico com a Inter, no início de fevereiro.

Dunga nunca escondeu de ninguém a postura que exigia dos jogadores. Todos foram avisados. Atletas, jornalistas e torcedores ouviram atentamente o discurso.

Ah! Garrincha também gostava da noite, da bebida e das mulheres. E também outros tantos nomes espetaculares que vestiram a camisa da seleção. E daí?

Agora é diferente. É o jeito Dunga de ser. O volante tetracampeão valoriza bastante as condutas fora de campo.Uma declaração dada pelo assistente Jorginho sustenta o ideal do técnico: “O compromisso do jogador é mais importante até do que a técnica”.

Na pele de comentarista do BandSports no Mundial de 2006, o gaúcho criticou alguns atletas sem “comprometimento”  com a competição. A ausência de Ronaldinho é a condenação dos maus hábitos vistos por Dunga, na Alemanha.

Resta saber, se é uma reprovação final ou o último aviso para os boleiros que ainda alimentam o sonho de jogar a Copa da África do Sul.

Por Leandro Quesada às 01h31

08/02/2010

Roberto Carlos fica irritado com suspensão

“Não tem sentido, eu não machuquei o jogador. Na Europa é assim. Você é expulso, cumpre um jogo e pronto”, defende o pentacampeão, ao saber da punição de dois jogos recebida do TJD (tribunal de justiça desportiva).

Roberto foi expulso no clássico com o Palmeiras, aos seis minutos do primeiro tempo, depois de uma falta no atacante João Arthur.

O Corinthians já entrou com o efeito suspensivo para que o lateral esquerdo enfrente a Portuguesa. O advogado do Corinthians, João Zanforlin, em entrevista ao programa Esporte em Debate da Rádio Bandeirantes, mostrou-se confiante: “A punição foi rigorosa. Eu acredito que o tribunal concederá o efeito suspensivo”.

O caso está nas mãos do presidente do TJD, Ivaney Cayres de Souza.

Por Leandro Quesada às 22h12

07/02/2010

Cicinho vem aí...

A reunião que acontece na capital italiana, nesta segunda-feira, deve definir o futuro do lateral direito. Cicinho deixaria a Roma para defender o São Paulo até o fim do ano.

Os dirigentes do tricolor já acertaram os salários com o ala e agora discutem os últimos detalhes do valor do empréstimo com o time italiano.

O diretor de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, salienta que o clube “corre contra o tempo para acertar tudo e inscrevê-lo” ainda na primeira fase da Copa Libertadores.

O prazo expira nesta segunda-feira, dois dias antes da estréia do time contra o Monterrey do México. Mas se pagar uma multa, o São Paulo, como reza o regulamento da competição, pode efetuar a troca até quarta-feira, de um jogador já inscrito por Cicinho.

Com a chegada do novo reforço, o volante Jean volta a disputar uma vaga no setor de meio-campo. Cicinho jogou no tricolor nas temporadas de 2004 a 2005 e conquistou os títulos do paulistão, Libertadores e Mundial de Clubes da Fifa. Depois foi negociado com o Real Madrid e, em seguida, veio a transferência para a Roma.

Por Leandro Quesada às 22h16

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.