Blog do Quesada

Busca

23/04/2010

Dorival Jr ainda reclama de final sem a Vila

¨Eu dou mais importância ao título do que alguns trocados¨, disparou mais uma vez o técnico santista incomodado com o fato da segunda partida da decisão não ser realizada em casa, por causa da renda maior que o Santos receberá.

A diretoria do Santos em acordo com o Santo André e FPF decidiu pelos dois jogos das finais no velho Paulo Machado Carvalho. Cada clube ficará com cerca de R$ 1,5 milhão.  

Se as partidas fossem disputadas no ABC paulista ou na Vila Belmiro, as bilheterias renderiam menos dinheiro.

¨O Pacaembu é um grande palco para ter o espetáculo, mas é neutro. Eu gostaria da Vila que é a nossa casa. Não mudo a minha opinião¨, ratificou Dorival Junior.

Por Leandro Quesada às 22h40

Força: O Brasil emplaca cinco times nas oitavas

A participação brasileira na primeira fase da Copa Libertadores foi encerrada com uma bela chave de ouro. Um aproveitamento de 100% no quesito classificação na fase de grupos.

A conclusão óbvia é de que o poder econômico dos clubes brasileiros gera altos investimentos que contribuem diretamente na formação de equipes mais fortes e técnicas.

Assim os cinco confirmaram as vagas: Corinthians, São Paulo, Internacional, Cruzeiro e Flamengo seguem firmes rumo ao título. Todos foram campeões com exceção feita ao timão, que ainda não teve o prazer de levar a Libertadores.

Curiosamente, o Corinthians foi o brasileiro que passou mais fácil pela primeira etapa do torneio com a melhor campanha. O Flamengo viveu momentos de apreensão, pois dependia de combinações de resultados para avançar e foi o pior time desta fase.

Depois do Brasil, a rival Argentina é aquela que coloca mais equipes nas oitavas-de-final: Estudiantes, Vélez Sarsfield e Banfield.

O México já havia garantido San Luis e Chivas Guadalajara. O Peru segue com Alianza Lima e Universitário.

O Paraguai com o Libertad, a Colômbia com o Once Caldas, o Uruguai representado pelo tradicional Nacional e o Chile com o Universidad de Chile.

O confronto direto entre Corinthians x Flamengo garante um brasileiro nas quartas. O Inter encara o Banfield, o Cruzeiro pega o Nacional de Montevidéu e o São Paulo o peruano Universitário.

Por Leandro Quesada às 23h50

21/04/2010

Telê: Ao mestre com carinho

Telê Santana nos deixou no dia 21 de abril de 2006.

Como jogador ou técnico, ele nunca jogou ou dirigiu um time que não tivesse praticado o que defendeu por toda vida profissional: o futebol arte.

Primeiro treinador campeão do campeonato brasileiro em 71 pelo Atlético-MG, também dirigiu Grêmio, Flamengo, Palmeiras.

Mas foi na seleção brasileira e no São Paulo que Telê tornou-se inesquecível. Bi-campeão mundial e da Libertadores pelo tricolor. E por obra do destino dois insucessos nas Copas de 82 e 86 que deixaram muitos amantes do futebol tristes. Na Espanha, principalmente, com um timaço que caiu no Sarriá diante da Itália de Paolo Rossi.

Lembro do velho mestre e suas manias no CT do São Paulo na Barra Funda. Telê cuidava de tudo: do café, do gramado dos campos, dos funcionários. Ao escrever este texto me emociono com o último papo ao vivo que tive com ele na capital Belo Horizonte, depois de sofrer uma isquemia cerebral.

Telê Santana nos deixou no dia 21 de abril de 2006. No mesmo dia e mês em que o também mineiro Tancredo Neves partiu. Dia da Inconfidência mineira do símbolo Tiradentes.

Ao mestre Telê com carinho.

Por Leandro Quesada às 16h10

20/04/2010

Jesus descarta Muricy e Luxemburgo

A demissão do técnico Ricardo Gomes foi afastada pelo diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes: ¨Não existe a possibilidade do fato se concretizar. Nós estamos satisfeitos com o trabalho dele¨.

Gomes segue no comando do tricolor com ou sem a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores. ¨Aqui, diferente de outros clubes, não tem cornetas¨, explica o dirigente.

No Morumbi tem gente sustentando a campanha pela volta de Muricy Ramalho: ¨É um grande sujeito, no entanto, não cogitamos isso. Ele pode voltar mas em um futuro distante¨.

Jesus desmentiu a especulação do interesse por Luxemburgo do Atlético-MG: ¨Ele não tem o perfil de técnico do São Paulo por causa do modelo mais amplo em que atua. O clube já tem a própria comissão técnica¨.

Por Leandro Quesada às 21h00

Barcelona: lição para o Santos

A queda do melhor time do mundo em Milão deixa um alerta para o melhor time do Brasil.

Ninguém ganha na véspera, antes da bola rolar.

Todos reconhecem o Barcelona como uma equipe mais forte que a Inter. O Santos também é superior ao Santo André.

A missão mais difícil do técnico Dorival Júnior não é manter apenas o nível de excelência do futebol dos meninos da Vila mas controlar o clima de já ganhou que acomete alguns jogadores.

Os quesitos já ganhou, oba-oba e salto alto derrubaram grandes times e seleções de futebol. Barcelona e Santos devem tomar os cuidados necessários para controlar a euforia do elenco e principalmente da torcida se quiserem o sucesso.

Por Leandro Quesada às 18h39

18/04/2010

Santos 8 x 3 São Paulo

O placar agregado dos três confrontos pelo Paulistão mostra a superioridade do time de Dorival Júnior. Não foi por acaso. O Santos é melhor que o São Paulo e qualquer outro brasileiro.

O futebol mais bonito e eficiente do país é praticado pelo Santos que alia talentosos e velozes jogadores, esquema ofensivo sem temores defensivos e muita vontade.

Campeões ou não, os meninos já inscreveram os nomes deles nas páginas mais belas do livro do futebol.

Para coroar a arte santista, no entanto, Dorival quer o título paulista. Ninguém na Vila deseja ouvir no futuro que a equipe jogava muito mas não ganhou nada, algo que marcou negativamente por exemplo algumas seleções fantásticas em copas do mundo: a brasileira em 82, a holandesa em 74 e a húngara em 54.

Por Leandro Quesada às 22h17

Jogão!

É hoje na Vila famosa. Vale vaga na final. O Santos com o futebol irreverente dos moleques ou o experiente São Paulo? Sem prognóstico.

O tricolor é dos times brasileiros o mais europeu. Pragmático e frio. Se estiver perdendo por 2 x 0, como ocorreu contra Santos e Corinthians, não se desespera. A equipe de Ricardo Gomes pode fazer os dois gols que precisa para avançar. Pode. A questão é não sofrer nenhum.

O Santos é a cara do futebol brasileiro: talento, velocidade e bola na rede. Um dos ataques mais potentes do mundo com Robinho, Neymar, André, PH Ganso. Perto da marca dos 100 gols é difícil imaginar que o peixe não estufará as redes adversárias.

Para o São Paulo uma tarefa extremamente complicada, não impossível, mas complicada. Já o Santos tem a missão mais confortável de atuar com a vantagem de perder por um gol e mesmo assim garantir a vaga para a decisão.

Por Leandro Quesada às 10h54

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.