Blog do Quesada

Busca

12/06/2010

A inacreditável retaliação da CBF...

Eu me recuso a acreditar que a CBF tenha tomado a decisão de fechar o treino da seleção brasileira, pelo simples fato de não concordar com algumas notícias publicadas.

A programação inicial previa a presença de jornalistas no campo da Randburg School, na tarde deste sábado, em Joanesburgo.

A cúpula da entidade e a comissão técnica se irritaram com as informações veiculadas sobre a desavença entre Daniel Alves e Júlio Batista durante o trabalho do dia anterior, com direito a bate-boca, algo comum no futebol.

Se o fato é este, lamento profundamente. Na minha visão uma falta total de bom senso do mentor da decisão de proibir a cobertura jornalística. Lamentável e ridículo, se for verdade. Se Dunga tem algo com a posição, lamento mais ainda. Me incomoda esta postura de alimentar o ¨nós (seleção) contra eles (jornalistas)¨. Nada que ganhe uma Copa do Mundo.  

Eu espero que o motivo tenha sido outro: Dunga preparando e ensaiando jogadas jamais vistas que produzam algo novo na estreia da seleção, dia 15. Se for com a tal intenção, dou meu apoio. Se for isso!

Por Leandro Quesada às 11h19

11/06/2010

Los Hermanos contra todos

Para quem reclama como eu da ¨fechada¨ seleção brasileira, fica o exemplo da Argentina, mais distante ainda dos jornalistas e dos torcedores. Os periodistas hermanitos e os jugadores da nossa vizinha de continente já abriram a guerra na cobertura.

Heinze discutiu com um deles de uma forma mais áspera. Também sobrou para a seleção de Dunga, cutucada por Verón que afirmou que o samba, a festa e os sorrisos dos jogadores brasileiros não ganham a Copa. Por Dios, Veron! Que pasa...hombre.

Os melhores ou piores momentos pertencem a Diego Armando Maradona. Ele já prometeu correr pelado caso a Argentina ganhe a Copa, comparou a equipe a um Rolls Royce pilotado por Messi, criticou Pelé como faz em todas as Copas para ganhar espaço na mídia e já bateu de frente com a FIFA, reclamando das obrigações com horários e hotéis.

Los Hermanos criaram um clima, como fizeram outras vezes, com o intuito de unir ainda mais os atletas utilizando do artificio do ¨nós contra tudo e todos¨.

Por Leandro Quesada às 14h37

10/06/2010

Júlio César e mais dez...

Um salto para espalmar a bola, a queda no gramado e na sequencia outra defesa. Os lances que acompanhamos do goleiro na Handburg High School confirmam a presença dele na estreia da Copa o mundo.

A especulação desta quinta partiu de uma imagem de TV que mostrava Júlio César com a mão nas costas. Logo criou-se o boato de que o goleiro da Inter de Milão estaria fora do primeiro jogo do Brasil aqui em Joanesburgo.

A minha experiencia de prestar atenção nos treinos me leva a crer na participação de JC na partida contra a Coréia do Norte. Nenhum goleiro fica fora de uma jogo, seja ele o menos importante, depois de saltar, pular, cair no gramado, se levantar, defender outra vez a bola, cair novamente e sujar a roupa.

Eu não tenho dúvidas. Na estreia do Brasil a seleção terá Júlio César e mais dez.

Por Leandro Quesada às 15h00

09/06/2010

Hexa vale 350 mil US$ para cada jogador

Se a seleção brasileira erguer a taça da FIFA, os atletas receberão um prêmio em dinheiro pelo objetivo alcançado. O valor foi acertado pela CBF.

A entidade não divulgou os números mas eu apurei aqui em Joanesburgo que cada jogador embolsará 350 mil dólares. Se comparada com outras equipes, a quantia fica atrás da Argentina por exemplo, que oferece aos hermanos 630 mil dólares.

As equipes européias fixaram a premiação em Euro para cada integrante: Espanha (600 mil), França (390 mil) e Alemanha (300 mil).

A FIFA repartirá 420 milhões de dólares entre as seleções. O campeão da Copa do mundo rebecerá a astronômica quantia de 31 milhões de dólares.

Por Leandro Quesada às 09h43

08/06/2010

Até na folga, Júlio César trabalha...

No dia de descanso dos jogadores da seleção brasileira, o único que trabalhou foi o goleiro titular. Uma prova de que ele quer chegar em alto nível na estreia do Brasil na Copa de 2010.

No período da tarde, por cerca de duas horas, o numero 1 treinou sozinho no campo da Randburg High School.

Júlio César tenta recuperar para o primeiro jogo, dia 15, no Ellis Park, as condições físicas ideais. A equipe de Dunga vai precisar muito dele. O jargão é surrado mas sempre atual: um grande time começa com um grande goleiro.

No dia de folga, os atletas fizeram um churrasco com direito a uma roda de samba no hotel Fairway, Robinho e Elano visitaram o Mandela Square, um shopping de Joanesburgo, onde também esteve o chefe da delegação Andrés Sanchez. Já o meio-campista Kaká preferiu ficar quieto na concentração.

Por Leandro Quesada às 15h10

07/06/2010

Parreira: ¨time está pronto para a Copa¨

Eu conversei com o tetracampeão depois do treino na Wits University, em Joanesburgo.

Carlos Alberto Parreira estava visivelmente feliz e com a retórica confiante ao projetar a equipe sul-africana na estreia da Copa contra o México. ¨O time está preparado para a Copa do mundo. O trabalho foi muito bem feito¨, explicou o treinador.

Confiança traduzida no apoio de cerca de 300 torcedores no treinamento desta segunda- feira. Os fanáticos gritaram os nomes dos jogadores, cantaram algumas músicas e sopraram a vuvuzela. ¨Os torcedores caíram de amor pelo time. Antes os jogadores estavam desacreditados e agora queremos que eles fiquem orgulhosos com os nossos resultados no Mundial¨, vibra o técnico.

A invencibilidade de 12 jogos da África do Sul não é levada em consideração por Parreira: ¨Nem tocamos neste assunto. Cada jogo na Copa será uma final pois nosso grupo é difícil¨.

O mais polêmico momento da seleção foi o corte de Benny McCarthy: ¨Nós precisávamos cortar cinco jogadores. Estabelecemos os critérios técnico, tático, físico, disciplinar e de dedicação ao trabalho. Quem ficou fora falhou em um dos itens¨. McCarthy foi cortado por causa do excesso de peso, o que lhe rendeu o apelido de Benny Big Mac entre os espirituosos torcedores sul-africanos.

Por Leandro Quesada às 19h55

Júlio César: ¨risco é zero na estreia¨

Os torcedores brasileiros podem ficar tranquilos quanto a situação clínica do goleiro. Ele acredita na recuperação total até o primeiro jogo do Brasil na Copa.

Com dores do tórax, o camisa ¨numero 1¨ foi poupado do amistoso contra a Tanzânia para evitar qualquer recaída. Melhor assim, JC não precisa mais provar a competência em amistosos diante de adversários inexpressivos.

Indagado sobre a possibilidade de desfalcar a seleção no dia 15, Júlio César garantiu que o ¨risco é zero¨.

Uma excelente notícia para o time de Dunga que afasta a especulação sobre a ausência dele contra os norte-coreanos.

Por Leandro Quesada às 14h58

06/06/2010

Júlio César está fora

A estratégia de poupar o ¨numero 1¨ do Brasil foi a mais acertada. O amistoso para um goleiro como Júlio César, titular absoluto, tem peso nenhum. Vale mesmo poupá-lo para a estreia contra os norte-coreanos, dia 15, em Joanesburgo.

Ao mesmo tempo, Dunga observa o comportamento de Gomes e Doni.

Júlio César sofreu uma pancada no amistoso no Zimbabwe, sendo substituído ainda no primeiro tempo pelo reserva Gomes.

O fisioterapeuta Odir de Souza fará um trabalho especial com o goleiro da Inter de Milão.

Por Leandro Quesada às 13h35

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.