Blog do Quesada

Busca

10/07/2010

Ronaldo por mais quatro anos o maior...

Não deu para Miroslav Klose alcançar o fenômeno na artilharia das Copas. Uma contusão tirou a possibilidade de atuar na disputa do terceiro lugar.

Klose encerra a participação na Copa com marca de 14 gols construída em três mundiais disputados (2002, 2006 e 2010). Ronaldo com 15 gols segue como o maior goleador da Copas em todos os tempos.

Klose, meus parabéns!

Por Leandro Quesada às 22h34

Uruguai, o melhor da América...

Para quem chegou ao mundial pela porta da repescagem, o quarto lugar deve ser comemorado intensamente nas ruas de Montevidéu.

A partir de agora, os uruguaios podem se inserir novamente no contexto do futebol mundial. Uma ótima chance de incentivar o futebol no país, ressuscitando tradicionais Peñarol e Nacional e lançando bom jogadores.

Uruguai pode se gabar de ser a melhor seleção das Américas. Gracias, Celeste!

Por Leandro Quesada às 22h30

09/07/2010

Papo com Parreira

Aqui em Joanesburgo, nesta sexta-feira, eu conversei com o técnico Carlos Alberto Parreira. O tetracampeão comentou vários assuntos importantes como seleção brasileira, o novo técnico da equipe, o legado da Copa, a decisão da Copa e o melhor jogador do torneio. A seguir algumas questões com Parreira:

Qual será o seu futuro no futebol ? ¨Nos próximos seis meses vou curtir meus quatro netinhos. Depois de oito Copas do mundo eu não tenho a menor ideia¨

Aceitaria voltar ao comando da seleção brasileira ? ¨Onde você quer me meter (risos). Trabalho na África agora e vou voltar ao Brasil depois. Posso colaborar como um consultor. No momento não existe nada mas se tiver que acontecer... Eu não vou aceitar apenas convites de fora do Brasil. Já tive propostas de seleções da Africa e da Ásia¨

Qual deve ser o perfil do novo técnico ? ¨O cargo é de confiança do presidente da CBF. Penso que deva ser experiente. É mais difícil ganhar a Copa fora do que dentro do país, uma pressão fortíssima. O treinador precisa ter força, ser um super-homem, com poderes especiais para suportar os quatro anos¨

A experiência em Copas conta para definir o novo treinador ? ¨Não acho fundamental mas ajuda. Quem teve a experiencia na Copa está um pouco a frente¨

Já pensou em assumir um cargo em entidade, como a presidência da CBF ? ¨Eu não sei lidar na área politica, meu negócio é a área técnica¨

Como analisa a participação do Brasil na Copa ? ¨Dois momentos cruciais. Uma eliminatória boa, títulos da Copa América e das confederações. Já na Copa, a seleção foi bem no primeiro tempo contra a Holanda até o descontrole após o empate. Aí, esqueceu de jogar futebol¨

Como viu a liberdade excessiva na seleção em 2006 e tudo bem fechado agora em 2010 ? ¨ Não concordo. Em Weggis teve uma abertura maior mas eu garanto que a seleção não perdeu a Copa por isso. Faltou ambição para conquistar o título¨

Qual será o legado da Copa para o Brasil ? ¨É uma dádiva o Brasil organizar um dos principais torneios do mundo. Que os governantes deixem um boa estrutura para as pessoas¨

A África do Sul ganhou muito com a realização da Copa ? ¨Deu uma nova cara para a África. Todos agora conhecem o país. A infra-estrutura melhorou muito a vida das pessoas¨

E os estádios brasileiros ? ¨A Copa remodela a estrutura física. Acho que algumas cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio comportam novos estádios¨

Espanha e Holanda na final da Copa? ¨Justíssimo. A África foi premiada com as duas melhores seleções da Copa. Uma final feliz. Sem dúvida com um futebol de técnica, habilidade, bola no chão, sem chutão. O futebol ideal¨

A Espanha mais forte dos últimos anos... ¨A Alemanha era a sensação da Copa até ser eliminada pela Espanha. Os espanhóis não permitiram que os alemães jogassem, até parecia um time pequeno¨

Parreira... e a Holanda ? ¨Seis jogos, seis vitórias. Credenciada para fazer a final¨

O Senhor escolhe quem para o posto de melhor jogador da Copa ? ¨Mesmo não sendo campeão do mundo, Xavi é o melhor do mundial. O cérebro da equipe espanhola. O Zidane desta Copa¨

Por Leandro Quesada às 17h41

08/07/2010

Lula promete transparência com gastos públicos

Os bilhões de dólares envolvidos no grande negócio chamado ¨Copa do Mundo¨ são um dos pontos de observação do evento de 2014 no Brasil.

Os investimentos serão acompanhados pela opinião pública. É o nosso rico dinheirinho sendo aplicado em áreas vitais como transportes, aeroportos, estradas, rede hoteleira e também em novos estádios.

Lula garante que "a organização terá a máxima transparência. Todos os gastos públicos serão colocados na Internet".

O presidente vê o Mundial como a ¨oportunidade de mostrar ao mundo um novo momento do Brasil. Teremos uma economia ainda mais relevante no cenário internacional."

"Vamos fazer uma Copa inesquecível. É um compromisso. Podem cobrar", ratificou Lula.

Por Leandro Quesada às 17h52

Lula repete crítica ao continuísmo da CBF

Nem tudo foi festa no lançamento da logomarca da Copa de 2014 no Brasil.

Em meio a euforia do próprio Presidente da República com o evento em Joanesburgo, veio também um recado para Ricardo Teixeira. ¨Quando eu era presidente de sindicato eu decidi que ninguém deveria ficar mais do que dois mandatos¨, avaliou Lula.

Ricardo Teixeira fugiu da análise ao dizer que ¨respeita profundamente, democraticamente o que o presidente Lula acha das reeleições, apesar de discordar¨.

Teixeira está vinte e um anos no comando da entidade. O atual mandato vai até 2015.

Por Leandro Quesada às 17h25

Brasil é com ¨s¨

Ah! bom. O logotipo da Copa de 2014 apresentado aqui em Joanesburgo respeitou o nosso idioma. Brasil com ¨z¨ lá fora apenas.

O logo é um desenho da taça FIFA com três mãos nas cores amarela e verde que se misturam e seguram o troféu, ainda o ano de 2014 em vermelho, a inscrição Fifa World Cup e o nome do Brasil.

Achei simples.

Por Leandro Quesada às 17h08

Brasil ou Brazil

A logomarca da Copa de 2014 terá o nome do país com ¨s¨ ou com ¨z¨ ?

A resposta virá em breve no lançamento oficial do logo aqui em Joanesburgo com a presença do presidente Lula.

Brasil com ¨z¨ é muito usado nos EUA e outras partes do mundo. O som é o mesmo com ¨s¨ ou com ¨z¨.

Que a logomarca então respeite o nome oficial do país escrito com a letra ¨s¨. Brasil se escreve com ¨s¨, nós sabemos e que os outros façam o mesmo.

Por Leandro Quesada às 12h46

Sem plano B, prefeito insiste no Morumbi

O prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab, em visita ao centro de imprensa internacional aqui em Joanesburgo garantiu que o estádio que pertence ao São Paulo FC ainda tem chances de voltar a sediar os jogos da Copa de 2014.

Eu não entendo mais nada neste processo para definir a arena paulistana.

Por incrível que possa parecer, o governo do município paulistano apresentará um novo documento para convencer a FIFA e a CBF a mudarem a decisão de vetar o Morumbi.

Kassab acredita ser mais fácil insistir no Morumbi do que apresentar o plano B. Uma corrida contra o tempo para aprovar o novo projeto e começar as obras. O estádio do Palmeiras é uma das alternativas assim que estiver pronto. O do Corinthians com o apoio da federação paulista é outra opção.

Se a Fifa mantiver o veto ao Morumbi, no entanto, a cidade de São Paulo correrá o risco de perder a sede da Copa. Isso aconteceu com Tóquio no mundial de 2002 após a lentidão da candidatura da capital japonesa.

Por Leandro Quesada às 23h05

05/07/2010

Parreira se descarta da seleção

O comandante do tetra em 94, nos EUA, Carlos Alberto Parreira indagado por mim sobre a possibilidade de voltar a dirigir o Brasil, reagiu assim: ¨Não! Parreira se auto-descarta para a cargo¨.

Parreira que treinou a seleção em duas Copas do mundo (94 e 2006) não indicou um nome para o posto de Dunga. ¨Ricardo Teixeira é quem vai decidir o melhor para a seleção¨, usou da diplomacia o ¨mister Copa¨.

Nas últimas horas, os noticiários foram bombardeados com várias especulações. A seguir os nomes comentados de fato dentro da confederação brasileira de futebol.

Felipão  A seleção brasileira tem a resistência do Palmeiras para quem o treinador deu a palavra. O presidente Belluzzo não abre mão de Scolari.

Mano Menezes  Nome defendido por Andrés Sanchez, ex-chefe da delegação brasileira na Copa. Andrés desvia a possibilidade garantindo que Mano fica no Corinthians. Jogo de cena.

Muricy Ramalho  O tri brasileiro era muito comentado dois anos antes do mundial de 2010. Pesa contra ele o perfil de durão parecido com o de Dunga. A CBF quer um treinador conciliador com a impressa.

Luxemburgo  No momento, nome descartado pela cúpula da CBF. Mas Luxa tem muitos defensores que são amigos de Ricardo Teixeira.

Jorginho  O auxiliar de Dunga, se o Brasil fosse campeão, teria boas chances de substituí-lo. Fracassou, tá fora!

Leonardo  Uma outra experiência? A CBF não quer isso agora.

Surpresa  É surpresa.

Por Leandro Quesada às 14h10

04/07/2010

A segregação da seleção com o mundo

Questão maior do que a pobre relação entre a seleção e a imprensa, na minha visão, foi a distância dos jogadores do Brasil com a história da África do Sul, com o mundo externo.

Em um país em que se respira fatos históricos, os atletas ficaram enclausurados em um hotel durante mais de um mês. Eles poderiam estar em qualquer lugar e não perceberiam a diferença por conta dos quartos confortáveis, frigobar, TV ligada na programação de emissoras brasileiras, internet e toda a estrutura para passar o tempo na concentração.

Em nenhum momento se imaginou levá-los para conhecer mais de perto o Soweto (não conto aqui um treino feito em um estádio do local), bairro de resistência ao regime de segregação racial, um passeio pela casa de um tal Mandela e o Museu do Apartheid que faz a gente chorar pela falta de humanidade.

Sair, conhecer gente e conviver mesmo que por poucas horas com a dura realidade de um país que ainda coloca o povo negro em segundo plano seria um banho de conhecimento para qualquer um. A visita ao shopping center não vale, óbvio.

Não entra na minha cabeça, um time não respirar os verdadeiros ares de uma cidade como Joanesburgo, onde tudo aconteceu e ainda acontece. Um pouco de cultura não faz mal a ninguém. Os negros da nossa seleção teriam muitas histórias para contar para filhos e netos. Juan, Grafite, Robinho e cia certamente gostariam de saber em que solo estavam pisando.

A questão não era manter a distância dos jornalistas mas de todo o resto. Padrão autoritário da dupla Dunga-Jorginho baseado no controle do ¨pensamento¨, onde é proibido ter opinião própria. Algo que beira a lavagem cerebral muito comum em regimes ditatoriais. Tudo fechado, controlado e sem que nada escape. Um manda e muitos obedecem. Uma pobreza absurda de espirito.

Assim vi - além da relação empobrecida da seleção com os jornalistas - uma falta de sensibilidade enorme de prever a oportunidade perdida pelos jogadores de se inserir na história. Uma história que não deveria se resumir apenas aos jogos da Copa, a jabulani, as vuvuzelas e a Shakira.

Por Leandro Quesada às 20h56

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.