Blog do Quesada

Busca

28/08/2010

Ronaldo: viva o gordo!

O maior goleador das Copas do Mundo está de volta. Quem não o viu em campo ainda, então corra! Em breve Ronaldo deixará o futebol e a aposentadoria - infelizmente para ele e para os amantes do esporte – será anunciada.

Adiado várias vezes, o retorno de Ronaldo aos gramados divide opiniões. A briga com a balança nos últimos dias e o suposto desinteresse em jogar futebol com certo nível criam um cenário de incertezas.

Será que Ronaldo terá a mesma performance do primeiro semestre de 2009, quando foi campeão paulista e da Copa do Brasil ? Uma questão discutida nas rodas de futebol.

Na últimas semanas eu conversei com gente do futebol sobre o retorno do fenômeno.

O atual técnico da seleção brasileira Mano Menezes, ex-Corinthians, confia: ¨Na última semana passei a acreditar. Senti uma diferença no comportamento dele, tentando novamente. Ainda vai apresentar algumas dificuldades. Mas ele pode jogar com aquela expectativa que se tem sobre ele¨.

Felipão que o dirigiu na seleção na campanha do penta é curto e objetivo: ¨O Ronaldo precisa do apoio de todos mas ele também deve definir se realmente quer. Ele é o melhor que eu vi. Se ele quer, ele pode por mais um, dois anos¨.

Adílson Batista, o atual treinador corinthiano espera o retorno: ¨Vi uma melhora, uma dedicação. Ele está se sentindo melhor e vai jogar 45 minutos¨.

O companheiro fiel Roberto Carlos pede carinho: ¨Ronaldo tá feliz demais. Se ele perder dois quilinhos está ótimo pra gente. Ronaldo é uma cara que necessita de carinho. Se a torcida abraçar Ronaldo tudo fica melhor¨.

O meio-campista Elias vibra: ¨Sem Ronaldo está bom... com ele fica melhor ainda. Quando voltar vamos dar as bolas para ele fazer gols¨.

Andrés Sanches brincou com os mais de cem dias de afastamento do atacante: ¨Ele está de férias há três meses (risos). Ronaldo volta e volta muito bem¨

Desejo sorte ao Fenômeno Ronaldo Nazário dos Campos na última etapa da carreira gloriosa.

Por Leandro Quesada às 21h44

27/08/2010

Itaquera Stadium, a arena paulista da Copa

Eu já sabia. Na semana pasada, o BlogdoQuesada antecipava...

Itaquera Stadium

O tão sonhado estádio do Corinthians tem tudo para ser construído no bairro de Itaquera.

Com capacidade para mais de 50 mil pessoas, com o custo de aproximadamente 300 ou 350 milhões de reais, a casa do timão será erguida no terreno que durante anos foi usado como CT do time. A Odebrecht será responsável pela nova arena.

A mobilidade urbana em torno do local é um ponto positivo: metrô Corinthians-Itaquera e vias como Ayrton Senna, Jacú-Pessêgo, Radial Leste facilitarão a vida dos torcedores.

O presidente corinthiano Andrés Sanchez avisa que o estádio não servirá para os jogos da Copa do Mundo de 2014.

Hoje, em nota oficial, os governos estadual e municipal de São Paulo e a CBF informaram:

Na tarde desta sexta-feira, o governador Alberto Goldman, o prefeito Gilberto Kassab e o coordenador do Comitê Organizador Paulista da Copa 2014, o secretário estadual de Economia e Planejamento Francisco Vidal Luna, estiveram com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Na reunião, o presidente da CBF foi consultado mais uma vez sobre a realização da abertura da Copa no Estádio do Morumbi, e informou que esta opção estava totalmente excluída pela FIFA e pelo Comitê Organizador Local da Copa 2014.

O presidente Ricardo Teixeira foi então informado que, apesar de todos os esforços, não foi possível viabilizar a construção de um estádio para a Copa 2014 no complexo de eventos e feiras que será construído em Pirituba.

O governador e o prefeito foram então consultados pelo presidente da CBF sobre a hipótese de a abertura da Copa 2014 ser realizada em novo estádio a ser construído pelo Sport Club Corinthians Paulista, em uma área em Itaquera. Goldman e Kassab reiteraram a disposição de proporcionar o apoio necessário para que São Paulo possa receber a abertura da Copa do Mundo.

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo reafirmaram a decisão de não aplicar recursos públicos para a construção de estádios.

ALBERTO GOLDMAN – Governador do Estado de São Paulo

GILBERTO KASSAB – Prefeito da Cidade de São Paulo

RICARDO TEIXEIRA – Presidente da Confederação Brasileira de Futebol

Por Leandro Quesada às 21h02

Até tu Zico?

Nem mesmo uma figura exemplar como a do eterno craque flamenguista conseguiu manter Rogério Lourenço no cargo.

Uma prova de que o futebol se sustenta com as mesmas filosofias de sempre. Se o time vai mal, o técnico vai ¨para o olho da rua¨.

Me assustei com a complacência de Zico diante da pressão das arquibancadas: ¨Ele (Rogério) saiu pela pressão da torcida¨.

Se até o maior ídolo do Flamengo aceita isso, paciência...

Por Leandro Quesada às 20h43

26/08/2010

Ética versus Futebol

O assédio do São Paulo sobre os técnicos do Cruzeiro e Atlético-MG não é um ato de exclusividade do time do Morumbi ou vocês acham que apenas o tricolor faz isso? A todo instante, os clubes grandes, sem exceção, praticam a ação.

Nos bastidores tentam convencer jogadores e treinadores com boas propostas a trocarem de time, por exemplo. Se fosse diferente não teríamos transferências, óbvio.

A postura são-paulina ao procurar um novo técnico pode ser considerada na ótica da ética algo imoral mas no mundo futebolístico não é ilegal.

A não ser que a FIFA resolva criar uma legislação que proíba a saída de técnicos ou a troca deles durante a disputa de determinadas competições, tudo vai continuar da mesma forma. Uma utopia acreditar na mudança de cultura do esporte brasileiro onde ética e futebol caminham para lados opostos.

Por Leandro Quesada às 18h52

SPFC: máquina tricolor emperrada

O São Paulo conquistou apenas sete pontos desde que o Brasileirão voltou a ser disputado após a Copa da África do Sul. Em nove jogos veio apenas uma vitória sobre o Ceará.

Quem deveria fazer a diferença, destoa. Fernandão, Dagoberto e Ricardo Oliveira ainda não afinaram os instrumentos da banda. O tricolor paulista vai depender deles para se reerguer.

Sérgio Baresi não conseguiu devolver ao São Paulo a ¨cara de vencedor¨.

Ah! E no domingo pela frente, simplesmente, o líder Fluminense no Rio.

Por Leandro Quesada às 02h48

Flu: máquina tricolor embalada

O Fluminense com aproveitamento de 75% até aqui desponta como o mais forte candidato ao título brasileiro.

Com cinco pontos de vantagem sobre o vice Corinthians, a ¨máquina tricolor¨ se transforma na equipe a ¨ser batida¨. Deco, Conca e Washington embalam a força do tricolor carioca.

O dedo de Muricy Ramalho na montagem tática explica o sucesso do Flu no Brasileirão.

Por Leandro Quesada às 02h33

Santos, Inter e Cruzeiro sobem...

Três times com bons elencos mostraram a força na rodada do Brasileirão e na minha visão brigarão pelo título na temporada.

No Olímpico, o Santos mesmo desperdiçando um pênalti batido por Neymar, conseguiu a virada no final do jogo contra o desesperado Grêmio.

Campeão da Libertadores, o Internacional também alcançou a vitória ao bater o Avaí em Floripa.

Já os mineiros do Cruzeiro pararam o Corinthians em Uberlândia. O timão tem péssimo aproveitamento fora casa: em oito jogos apenas a vitória sobre o Grêmio.

Santos, Cruzeiro e Internacional somam 24 pontos cada e visitam o G4.

Por Leandro Quesada às 02h19

24/08/2010

MCFC: Mundo Cão Futebol Clube

Alguns dos ¨nossos craques¨ se aliam aos narcotraficantes, usam drogas e bebem muito, tiram fotos ao lado de metralhadoras de última geração, compram carros roubados, saem com travestis, se envolvem com prostitutas em orgias, ofendem torcedores via internet, arranjam brigas feias com as namoradas em público e até são acusados de matar a amante e sumir com o corpo.

Que mundo cão é este?

Agora a história escabrosa do árbitro Francisco Chaves aumenta as manchetes policiais com personagens do esporte. Ele matou um jogador após se negar a marcar uma falta durante um jogo de futebol no Ceará. Inacreditável!

Ações estúpidas como estas vão na contramão do lema ¨esporte é saúde¨ ou outro que defende os jogadores como exemplos para os jovens.

A formação ruim em casa, a falta de escola e as más companhias atrapalham muito. A falta de vontade dos clubes e dirigentes do esporte de educarem os boleiros ainda na fase de formação explica também os caminhos estranhos e sinistros que eles não conseguem evitar.

Por Leandro Quesada às 21h58

23/08/2010

Algo de podre no reino do Morumbi

Há algo de estranho no reino do SPFC. Assim como o célebre romance de Shakespeare, Juvenal ¨Hamlet¨ Juvêncio, finge ser louco e incapaz de entender o que se passa ao seu redor.

No final do romance do dramaturgo inglês, Hamlet consegue eliminar o cruel algoz, mas também morre por ter sido ferido por uma espada com veneno mortal.

Invoco Shakespeare para explicar o que está passando pelos lados do Morumbi. O drama do Rei, antes soberano e que agora vê a casa cair, indica que a tirania não dá certo nunca, não por muito tempo.

Juvenal brigou com todo mundo: Ricardo Teixeira, CBF, Federação Paulista, Andrés Sanchez, FIFA e Jerôme Walcke. Juvenal dispensou Muricy Ramalho, o legítimo tri-campeão brasileiro. Juvenal toma decisões sem consultar a diretoria de futebol.

A história da humanidade mostra que aquele que pensa ser poderoso para sempre uma hora ¨cai do cavalo¨.

É hora de Juvenal colocar a mão na consciência, ser menos centralizador e ouvir as pessoas que desejam o bem dele e do São Paulo. Assim o reino são-paulino voltará aos dias de paz.

Por Leandro Quesada às 19h41

Brasil vs Argentina, aí sim!

Desta vez a CBF deu uma bola dentro depois de apenas marcar treinos para a seleção brasileira, em setembro, em Barcelona.

Brasil e Argentina em novembro no Qatar valerá muito, sob todos os aspectos. Desde a avaliação dos novos treinadores, passando pelos atletas, até a constatação do nível de recuperação das duas equipes que fracassaram na África do Sul.

É assim, no meu modo de ver, que as coisas devem acontecer. O time de Mano treina e joga e não apenas treina como ocorrerá em breve.

Por Leandro Quesada às 19h10

O Corinthians foi o senhor do jogo

Em nenhum momento do clássico, o São Paulo ameaçou o Corinthians. Por mérito, o timão aproveitou a falta de ímpeto do tricolor para golear.

O resultado foi construído facilmente e o placar por 3 x 0 foi considerado pequeno diante de todas as chances criadas por Jorge Henrique, Iarley, Bruno César e Elias. Os dois laterais Alessandro e Roberto Carlos apoiaram bastante.

O esquema montado por Adílson Batista privilegiou o trabalho ofensivo. De tanto atacar um oponente que mal conseguia se defender, o Corinthians logo mostrou que ficaria com a vitória no Pacaembu.

A ofensividade corinthiana transformou o time em senhor de todas as ações no duelo, sem oferecer nenhuma oportunidade de resposta do tricolor.

Por Leandro Quesada às 01h25

Se não fosse Rogério Ceni...

O goleiro são-paulino evitou uma derrota maior ainda no Pacaembu com pelo menos três defesas dificílimas. O placar de 3 x 0 poderia ter sido mais amplo.

Mais uma vez irreconhecível em campo, o São Paulo amarga uma fase terrível.

Algo está errado com os jogadores, sonolentos e dispersos durante o jogo, sem a vontade que marcou a equipe nos últimos cinco anos. O pior momento deste período de glórias e conquistas como Libertadores, Mundial de clubes e Brasileirão.

¨Foi desastrosa¨, se referiu assim Jesus Lopes, diretor de futebol tricolor, ao comentar a performance do time no clássico.

Por Leandro Quesada às 00h56

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.