Blog do Quesada

Busca

15/10/2010

Tite é do Corinthians se o Sheik deixar

A volta do técnico ao Pq. São Jorge após cinco anos está nas mãos do Sheik Saeed bin Zayed Al Nahyan, dono do Al Wahda dos Emirados Árabes Unidos.

Com a recusa de Parreira, o Corinthians procurou Tite. Ele já disse ¨sim¨ e acertou os valores do contrato mas ainda aguarda o acerto entre os clubes para assumir oficialmente o novo emprego. ¨Tite só não vem se o Sheik não liberar¨, garantiu uma pessoa ligada ao treinador.

Em 2004 e 2005 na primeira passagem, Tite entrou em atrito com o todo-poderoso dono da MSI, Kia Joorabchiam. Em um dos episódios, Kia chutou a porta do vestiário do Morumbi, irritado com o fato do técnico colocar Coelho e não a estrela Carlitos Tevez para bater um pênalti

Em 51 jogos, o Corinthians com Tite venceu 24, empatou quinze e perdeu 12. Agora serão nove partidas até o final do Brasileirão, para se consagrar como o treinador que tirou o Corinthians da crise e o colocou no rumo da conquista ou então ser mais um alvo da torcida com a frustração da perda do título.

Por Leandro Quesada às 18h15

14/10/2010

Ronaldo se diz pronto para ¨desafio¨

Bem-humorado, o atacante foi ¨eleito¨ para o cargo de bombeiro. O incêndio no timão deve ser resolvido pelos jogadores, principalmente por ele: ¨Espero ser decisivo como sempre fui. Uma pena ter sofrido com tantas contusões mas agora é o melhor momento para voltar com o campeonato ainda aberto. Temos grandes chances para sermos campeões¨.

O fenômeno faz uma previsão otimista e acredita que esteja apto para jogar as nove partidas restantes do Brasileirão 2010: ¨Eu estou à disposição do treinador para jogar todas¨.

Nesta temporada, o goleador das Copas atuou em apenas 19 dos 61 jogos do timão e marcou 8 gols. ¨O time vai precisar dos meus gols para embalar na reta final¨, promete.

Ao assumir a responsabilidade no momento complicado, Ronaldo tira o peso das costas do técnico interino Fábio Carille. O fenômeno lamentou a saída de Adílson Batista e revelou ter sido ¨consultado¨ por Andrés Sanchez para contratar Parreira. ¨Acho uma idéia ótima¨, avalizou.

Por Leandro Quesada às 15h54

Corinthians: pior não fica!

A queda é livre para o Corinthians que saltou de um avião sem paraquedas. A alusão define bem a dificuldade para se salvar no momento. Parece impossível diante deste cenário fugir do terrível destino.

A reviravolta depende de alguns fatores: a melhora da auto-estima, o resgate da moral da equipe, a volta de jogadores como Ronaldo e Ralf que dará talento ao ataque e força na marcação. Pontos de partida para a recuperação do timão em campo.

Em campo, o Corinthians não apresenta nenhum padrão de jogo. Os laterais Alessandro e Roberto Carlos, fundamentais no apoio ao ataque, não têm cobertura dos volantes. A zaga está desprotegida nas última jornadas também, sobrecarregando desta vez a dupla William-Chicão. O meio-campo deixou de ser eficiente na marcação e cerebral na armação. O ataque inoperante por falta de assistências mais precisas.

Tradução: um time sem conjunto, alma e coração.

Pior não fica, diria o filosofo Tiririca ou fica, se o título não vier e a vaga na Libertadores também escapar de vez.

Por Leandro Quesada às 02h39

A tríplice coroa do Santos

Se tivesse levado com mais empenho e vontade a disputa do Brasileirão, o Santos hoje estaria mais perto da briga pelo título. A conquista da Copa do Brasil acomodou o time e o campeonato nacional foi ¨esnobado¨ já que a vaga da Libertadores estava garantida.

As saídas de Robinho e André, a contusão de PH Ganso e a briga entre Dorival Junior e Neymar, condenaram o Santos a mero participante.

Mesmo com todos os problemas apontados, a equipe da Vila famosa vira uma das favoritas para levar a taça do BR 2010 e alcançar a tríplice coroa na temporada.

Por Leandro Quesada às 02h04

12/10/2010

Joel descartado

O Corinthians não sondou o botafoguense. ¨Não procurou e não deve procurá-lo¨, garantiu Andrés Sanchez.

O nome de Joel Santana teria sido indicado por Parreira como ocorrera com a seleção da África do Sul. Parreira deixou o time bafana bafana na primeira passagem e foi substituído pelo ¨mister prancheta¨.

Não podemos esquecer que o patrocinador do Corinthians e do Botafogo é o mesmo: a Hypermarcas. As boas relações das diretorias de futebol e de marketing dos dois clubes seria um empecilho para o timão ¨roubar¨ o treinador do Botafogo.

Mas o mundo do futebol é o mundo do futebol, onde tudo vale.

Por Leandro Quesada às 13h35

11/10/2010

Andrés despista sobre Parreira

O mandatário corinthiano jura não ter procurado ¨ainda¨ Carlos Alberto Parreira para o lugar de Adílson Batista. Em um encontro com Parreira houve um convite para que ele assumisse ¨o cargo de coordenador de futebol¨, revelou Andrés Sanchez.

¨Vou para o Rio hoje para resolver problemas particulares. Sei que Parreira está em Angra dos Reis, mas pode esquecer¨, desconversou o presidente do Timão ao ser questionado se conversará com o tetracampeão de 94.

Andrés Sanchez garante que o clube não tem ¨pressa¨ para trazer um novo treinador.

Por Leandro Quesada às 17h00

10/10/2010

Corinthians: mister Parreira é opção

O tetracampeão do mundo nos EUA pela seleção brasileira é um nome de peso para assumir o cargo deixado por Adílson Batista.

O projeto anterior de Andrés Sanchez era contratar o técnico para a função de coordenador de futebol do clube.

Parreira tem uma história no Corinthians. Em 2002, ele dirigiu o time campeão paulista e da Copa do Brasil. Ainda ficou com o vice do Brasileirão contra o Santos.

O nome de Parreira, ironicamente, foi revelado pelo demitido Adílson Batista logo depois da derrota para o Atlético-GO. ¨Quem sabe o Parreira vem aí. Já dei a dica¨, brincou Adilson.

Por Leandro Quesada às 22h06

Adilson Batista: demitido

A demissão de Adílson Batista se sustenta por vários motivos: maus resultados, contusões em série e pressão da torcida.

O time ficou desconectado e acumulou fracassos nas últimas rodadas, em que conquistou apenas dois pontos em 15 disputados. Em campo, o Corinthians mostrou-se sem rumo.

Adílson tem uma parcela de responsabilidade mas o trabalho dele foi prejudicado pelas várias contusões do elenco. Hoje, o time não tem Dentinho, Jorge Henrique e Ralf, contundidos. Ronaldo segue em recuperação. Roberto Carlos foi poupado. Sem contar Elias que defende a seleção brasileira. Eles fazem falta, sem dúvida.

As quedas sucessivas no Pacaembu, onde o timão perdeu para os goianos e empatou com Botafogo e Ceará, foram fundamentais para irritar a torcida. A reunião de torcedores com alguns jogadores no novo CT corinthiano não agradou Adílson Batista mas segundo o próprio treinador e a cúpula de futebol, não foi fator para definir a demissão. Os membros de uma ¨organizada¨ foram pressionar os atletas a recuperar a equipe no Brasileirão.

No Corinthians o aproveitamento de Adílson foi inferior a 50%. Em 17 jogos, sete vitórias, quatro empates e seis derrotas.

Por Leandro Quesada às 22h00

Sobre o autor

Repórter e apresentador da rádio e TV Bandeirantes desde 1995, Leandro Quesada cobre os principais eventos da emissora. São 3 Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006, além de coberturas jornalísticas de Campeonatos Brasileiros, Copas do Brasil, Estaduais, Libertadores, Mundiais de Clubes, Liga dos Campeões, eliminatórias da Copa, amistosos da seleção, Copa América, entre outros. Na Rádio Bandeirantes, é repórter e também apresentador do programa Esporte em Debate desde 1999. Na TV, é um dos comentaristas do Jogo Aberto, programa da Band, comandado por Renata Fan. Em 2002, ganhou o prêmio de melhor repórter esportivo dado pela Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. O jornalista ainda foi um dos informantes da CPI CBF-Nike - que investigou o submundo do futebol brasileiro.

Sobre o blog

Paulistano nascido no bairro histórico do Ipiranga, criado na República da zona leste da capital, torcedor do Juventus da Mooca, Quesada trará matérias especiais e notícias exclusivas dos bastidores do futebol.